SALTANDO DE PARAQUEDAS



Por Paulo Mileno



Saltar de paraquedas é para os raros e ainda terei essa emoção. Ver a cidade, em quadradinhos, lá de cima, e pensar comigo: “É agora”. A queda em vôo livre serão aqueles momentos que se assemelham como uma eternidade.


Sem sombras de dúvida alguma, é preciso coragem. E perfeição. Um erro é fatal. Alheio a essa vontade de superar os nossos limites e o nosso próprio autoconhecimento, nos resta a combinação de roupas especializadas que se transformam em asas num mergulho suspenso no nada infinito dado que a gravidade fica com sua força despressurizada nos pesos dos corpos que bailam no ar.


O paraquedas será acionado somente no fim da viagem quando um teto de plástico se enche de ar formando um arco côncavo e, num instante, o vôo rasante chega próximo do raso uma vez que o chão se agiganta. Seja esse arco côncavo ou convexo, eu me convenço e não fico perplexo na analogia com as aulas de inglês.


Você não precisar de um paraquedas para se jogar numa primeira aula de conversação como o English Munchers propõe. Nem mesmo vai precisar de bolsa ou mochila alguma.


Entretanto, o “medo” de abrir a boca para falar funciona de modo oposto ao medo similar da montanha russa que a boca aberta ajuda, segundo dizem, a diminuir o “frio na barriga”.


É fato que as pessoas se preparam, se instruem com instrutores e pulam juntos com os profissionais, porém, nada se compara com a preparação mental para saltar do avião. Nesse sentido, no primeiro encontro de conversação em inglês, a sensação é muito similar.


Esse “medo” de se jogar no desconhecido, de interagir com outras pessoas que você não conhece, em lugares diferentes dos padrões convencionais, e, sem em algum momento ter o controle para lançar o paraquedas e diminuir o ritmo, nos deixa “solto” e sem o poder de dizer quando é momento de saltar ou tocar os pés no chão.


Nesse aspecto, o único poder estabelecido é o do professor. É ele quem vai guiar a viagem.


Eu não sei (ainda) como é saltar de paraquedas, entretanto, se você ficar submerso debaixo d’água, a pressão afeta no funcionamento da memória. A “pressão” de conversar provoca nossa memória ao esquecimento também.


Portanto, é a pressão externa que não nos permite relaxar. O que um aluno estreante em conversação deveria fazer para se sair bem na primeira aula? Mesmo sabendo falar, devo confessar que não existe uma fórmula mágica para lidar com o medo.


O medo sempre vai existir em qualquer esporte. Quem já competiu ou continua participando de competições, sente na pele o ”frio na barriga”. Não existe um método de eficácia, seja você quem for, dos atletas mais experientes.


Sensação semelhante é a subida no palco. O nervosismo está sempre presente para quem leva o desafio a sério e faz com o coração. Assim sendo, o controle desse medo irá se tornar melhor a medida que você for experimentando mais vezes esse “se jogar” do alto e mergulhar fundo.


Eu, confesso, que quando estou em aula eu penso na minha questão que será, mais ou menos, o que é que vou dizer. Normalmente eu penso uma coisa e digo outra. Nada errado. Meu cérebro já recebeu uma informação que “estou pronto” para quando chegar a minha vez.


Esse método também se usa para saltar de paraquedas, estamos controlando o nosso vôo em cima e iremos controlar o nosso pouso. Da mesma maneira, os atletas de artes marciais, por exemplo, também precisam controlar o seu adversário através das suas técnicas de ataque e defesa, até o momento do nocaute ou finalização. Ou mesmo quando se ganha uma luta por pontos. O controle para “amarrar” uma luta também é estratégia para a vitória.


Se você quer vencer o “medo” de falar em inglês e acha que esse nível de fluência é para os níveis mais avançados, o primeiro passo é ter coragem para se jogar de peito aberto numa aula de conversação com o English Munchers.


Ser fluente em inglês não é um esporte radical. Entretanto, é uma transformação radical.


59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
CONTATO

Precisa de Ajuda ?​​

 Rio de Janeiro, RJ                        São Paulo, SP

Tel: (021) 9.7920-0717     /     Tel: (011) 9.9285-0188

 contato@englishmunchersbrasil.com.br

saopaulo@englishmunchersbrasil.com.br

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branca Ícone Blogger

© 2019 English Munchers.